Série D: Vandalismo pós-jogo marca eliminação do Brasiliense para o Vitoria-ES

O Brasiliense foi derrotado pelo Vitoria-ES por 2 a 1 nesse domingo (23) pela série D. Com esse resultado, o time candango está eliminado da competição e começa a preparar para a Copa Verde. O Vitória está classificado para as oitavas de final da serie D. A torcida do Brasiliense compareceu com apenas 832 pagantes no estádio Elmo Serejo Farias, popularmente conhecido como Serejão, para apoiar o time. A renda foi de R$ 5,5 mil. 

A torcida do Brasiliense se revoltou com o resultado e a eliminação do time e acabou causando cenas de vandalismo. Os torcedores tentaram pular a grade separando a torcida de onde ficava a imprensa e alguns dirigentes do time candango. Os torcedores, ao não conseguirem pular, começaram a quebrar partes do estádio e jogar na área fechada. A polícia teve que intervir com gás de pimenta.

Primeiro tempo 

Imagem: Brasiliense / Divulgação

Nos primeiros minutos, o jogo começou frio, sem nenhuma chance real para nenhum dos times. Os times mantinham a posse de bola por pouco tempo. O Vitória chegou ao ataque poucas vezes mas não conseguiu finalizar. 

Aos 14 minutos o lateral camisa dois do Vitória, Cássio, abriu o placar. A primeira chance do Brasiliense veio pouco depois, com uma falta perto da entrada da grande área quando a bola bateu no braço do jogador do Vitória. O camisa 10, Tchô, cobrou a falta e mandou no ângulo, mas o goleiro se esticou e fez uma bela defesa mandando a bola para escanteio. 

Aos 21 minutos a bola sobrou no pé do Fabinho, camisa 11 do Brasiliense, que fez o giro dentro da área mas chutou nas mãos do goleiro. O Brasiliense começou a atacar mais, e aos 29 minutos tiveram um gol anulado por impedimento. 

Segundo tempo 

O técnico Ricardo Antônio começou o segundo tempo mudando o time do Brasiliense. O Tchô, camisa 10, foi substituído pelo Peninha, camisa 18. Fabinho também saiu para a entrada do Maikon Leite. 

No segundo tempo, o Brasiliense começou com muita pressão e mantinha a posse de bola no ataque. O Jacaré chegou com perigo algumas vezes, mas sem conseguir finalizar. 

Aos 34 minutos do segundo tempo o time do Vitória roubou a bola e armou um contra ataque rápido, pegando a equipe do Brasiliense de surpresa. O camisa 10 Carlos Vitor saiu cara a cara com o goleiro do Brasiliense e finalizou com categoria. 

A esperança do Brasiliense veio aos 38 minutos, quando Romarinho marcou o primeiro da equipe e reanimou a torcida que voltou a cantar alto. Nos minutos finais o Brasiliense pressionou muito o Vitória. Já no final do jogo o goleiro do Brasiliense, Sucuri, foi para a área para tentar cabecear em um escanteio q favor da sua equipe. A bola acabou parando no pé de um jogador do Vitória que viu na sua frente o gol sem goleiro. Sua ousadia quase valeu a pena, ele chutou antes da linha do meio campo e por pouco a bola não morre dentro do gol. 

Por Vitória Von Bentzeen 

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *