Taça das Favelas 2019: jovem andou 10 km para jogar campeonato

Ericles da Silva, de 17 anos, morador de Planaltina, é filho de mãe solteira e nunca conheceu o pai. Já passou por muitas dificuldades. “Às vezes, mal tínhamos o que comer em casa”, afirmou. Ele diz que, por pouco, não acabou no mundo das drogas, violência e criminalidade. Mas o esporte o resgatou e o faz sonhar com uma vida melhor. Hoje ele faz parte de um projeto social que oferece aulas gratuitas de futebol a adolescentes. Ao saber da peneira para a Taça das Favelas,  torneio que acontece em Samambaia até o próximo dia 28, o jovem teve que andar quase 10 km a pé para chegar ao local, pois não tinha dinheiro para a passagem de ônibus. Ele brilhou na seletiva e classificou para jogar a Taça das Favelas pelo time de Planaltina.  A Taça das Favelas é um campeonato que visa dar visibilidade para os jovens que sonham em ser jogadores.

A Taça das Favelas no DF teve início no dia 17 de agosto, e irá terminar no dia 28 de setembro. O campeonato é para jovens dos 14 a 17 anos das periferias, favelas e comunidades do DF e entorno. O evento promove e igualdade, visibilidade e qualificação profissional por meio do esporte. São 32 equipes masculinas e 16 femininas, o evento também traz workshops e palestras. Os jogos acontecem nos sábados e domingos na quadra da 608 em Samambaia. Já as semifinais e as finais serão no Estádio Abadião, em Ceilândia nos dias 22 e 28 de setembro. A entrada aos jogos é franca.

As edições de 2016 e 2017 trouxeram oportunidades para talentos do esporte.  Na edição do Rio de Janeiro, por exemplo, o jovem Ronald, campeão da Taça das Favelas, foi contratado pelo Flamengo.

Por Vitoria Von Bentzeen

Imagens: Bruno Batista / Divulgação

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção