Livro escrito por jornalista do DF e ídolo resgatam “Tríplice Coroa” do Cruzeiro de 2003

A torcida do Cruzeiro tem a oportunidade de relembrar a trajetória do Cruzeiro na conquista da Tríplice Coroa. Para comemorar os 15 anos da façanha, o ex-futebolista e ídolo do clube Alexsandro de Souza, o Alex, e o jornalista Anderson Olivieri lançaram o livro “2003: A Tríplice História de um Time Mágico”, em Brasília.

Confira entrevista com Anderson Olivieri

 

Ao longo das 138 páginas da obra, os autores registraram diversas situações vividas pelos atletas da equipe mineira, que sagrou-se campeã do Campeonato Mineiro, Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, no ano de 2003.

O livro começa a contar a partir de dezembro de 2002, quando a equipe mineira quase se classificou para as quartas de final do Campeonato Brasileiro de Futebol. Na época, a competição ainda seguia o modelo mata-mata e apenas os oito primeiro colocados, na primeira fase, seguiam para as quartas de final. O Cruzeiro dependia do resultado entre Ponte Preta e Fluminense e ficou alguns minutos classificados, mas  devido a vitória por 3 a 2 da equipe carioca, o time celeste ficou em nono lugar. A obra traz os bastidores dos minutos finais do jogo e o dia seguinte, na reapresentação do elenco.

Além disso, conta o dia a dia da pré-temporada, a chegada e saída de alguns jogadores.  “Os motivos que alguns nomes importantes resolveram sair no meio do caminho, que são situações muitas vezes individuais que a imprensa só conta que saiu ou que chegou, não sabe o real motivo”.

Alex conta que foi possível levar ao torcedor um panorama da situação pessoal dos atletas, a relação do jogador com a família e como cada um agia no grupo. “Isso é importante, pois muitas vez parece que tudo foi lindo, quando na verdade não era. Existiam vários problemas. A gente conta mais ou menos como contornou para ter um ano tão legal, como foi 2003”.

Esse é o quinto livro que Anderson Olivieri escreve sobre o Cruzeiro. Segundo ele, o trabalho foi produzido, essencialmente, a partir de relatos que aconteceram dentro da equipe mineira, na temporada. “O livro é, basicamente, sobre situações de bastidores e apresenta um olhar intimista do Alex. Ele trouxe uma perspectiva privada do que foi vivido internamente.  A obra traz episódios, por exemplo com o Felipe Melo (hoje volante do Palmeiras) em início de carreira , com a turma que havia surgido da divisão de base como o volante Augusto Recife e o goleiro Gomes. Há histórias também dos jogadores mais experientes como o próprio Alex e o Aristizábal (colombiano). Então, tem muita história boa”, destacou o jornalista.

Em entrevista, Alex ressaltou a importância do companheiro de escrita e dos colegas de clube no processo de produção do livro. “O Anderson é um cruzeirense, escreve muito bem e conhece bem a história do clube. Eu dei a ideia para ele de oferecer algo que pouca gente sabia, que eram os bastidores. Os jogadores do grupo de 2003 aceitaram ‘numa’ boa. Foi uma experiência muito legal, na qual me emocionei bastante.”

Por Mariana Fraga e João Paulo de Brito

Imagem: Luiz Fernando Santos

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção