Liga das Nações: Brasil vence Canadá por 3 a 0

Na segunda partida em Brasília, a seleção brasileira venceu o Canadá por  3 sets a 0, volta. O público foi de 7122 pessoas.  Ovacionado pela torcida brasileira, o ponteiro Lucarelli esteve entre os maiores pontuadores da partida, sucedido pelo também ponteiro Douglas Souza.

Brasil ganha de 3 sets a 0 e volta a liderar ranking

No primeiro set, o time brasileiro errou menos saques do que na partida anterior, porém pontuou menos. Ambos os times cederam 5 pontos para o adversário. O técnico brasileiro optou por testar jogadores reservas, no primeiro set a formação original contava com o central Flávio e o levantador Cachopa. O central Flávio fez seu primeiro ponto como titular em Brasília e os ponteiros dão um show à parte. O bloqueio brasileiro tocou em quase todos ataques, mas o primeiro ponto de bloqueio do jogo foi acontecer bem depois com o central Isac. O saque brasileiro também fez efeito, embora o Brasil tenha sacado melhor, o Canadá pontuou mais (3 pontos no primeiro set). A seleção brasileira ganhou o primeiro set por 25 a 20.

Embora a seleção brasileira tenha cedido mais pontos para a seleção canadense, no segundo set o Brasil jogou melhor. O Brasil defendeu e presenteou a torcida com incríveis rallys de tirar o fôlego. O passe do Brasil foi bastante consistente durante toda a partida, isso possibilitou um jogo bem distribuído pelo levantador Cachopa. Os maiores pontuadores foram o ponteiro Lucarelli e o central Isac. No final do jogo, o técnico Renan Dal Zotto optou por colocar o levantador Bruninho e o ponteiro Leal, que pontuou na primeira jogada. O Brasil fechou o set com o ponteiro Douglas Souza que pela segunda vez seguida aparece como maior pontuador da partida. A seleção ganhou o segundo set por 25 a 19.

No terceiro set, a formação original do time brasileiro desde o início do jogo retornou, esse foi sem dúvidas um set recheado de atuações incríveis do Brasil. Durante o jogo o Brasil manteve uma diferença de 4 pontos e pontuou em quase todos os fundamentos, exceto no saque.  Além de manter o nível alto na recepção, bloqueio e saque, o time brasileiro ousou e trouxe para a quadra a criatividade nas jogadas.  Mesmo com o Canadá, no fim do set, aproximando no placar, o Brasil confirmou a sua supremacia na competição e venceu o set 25 a 19.

O Brasil enfrenta agora  a Itália no último dia de jogos em Brasília, o técnico Renan Dal Zotto busca colocar peças pontuais no jogo. De acordo com ele a estratégia para amanhã é colocar jogadores mais experientes no time, o técnico afirmou que o Brasil irá contar no jogo de amanhã com o levantador Bruninho e o central Lucão.

Douglas Souza foi um dos maiores pontuadores da partida pela segunda vez seguida.

Maiores pontuadores da partida

Isac Santos (Brasil):

  • 10 pontos de ataque
  • 3 pontos de bloqueio
  • 1 ponto de saque

Douglas Souza (Brasil):

  • 10 pontos de ataque
  • 3 pontos de bloqueio
  • 1 ponto de saque

Stephen Maar (Canadá):

  • 7 pontos de ataque
  • 1 ponto de bloqueio
  • Nenhum ponto de saque

Ryan Sclater (Canadá):

  • 8 pontos de ataque
  • Nenhum ponto de bloqueio
  • Nenhum ponto de saque

França x Itália

Adversário do Brasil no Domingo, Itália perde para a França por 3 sets a 1. Embora a vitória tenha sido da seleção francesa, a Itália bloqueou muito bem durante todo o jogo e cedeu poucos pontos de erros à seleção francesa (28 erros). Mais uma vez, o destaque da partida no lado francês foi o líbero Grebennikov. O ponteiro Kevin Tillie, foi o maior pontuador da partida no lado francês (15 pontos). No lado Italiano o maior pontuador foi o oposto Giulio Pinali, o jogador também foi o maior pontuador da partida (17 pontos).

Próximo jogo em Brasília

  • 30/06, domingo

         16h: Canadá x França

         19h: Brasil x Itália

Os ingressos podem ser adquiridos no site tudus.com.br , ou na bilheteria do Ginásio Nilson Nelson.

Por Victor Mayrink e Vitória Von Bentzeen

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção