Festival Internacional de Cinema LGBTI exibe 17 filmes a partir do dia 23

Diversidade, pluralidade e garantia de direitos da cidadania.  Quatro espaços em Brasília receberão, a partir do dia 23, o 4º Festival Internacional de Cinema LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersex). A mostra, em cartaz até 6 de julho, tem a coordenação das embaixadas da Espanha e da Bélgica. Os 17 filmes do festival (de 15 países) serão exibidos em centros culturais e linguísticos da cidade.  O evento faz parte das ações promovidas no Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia (17 de maio), reconhecendo, junto às missões diplomáticas, o Mês Internacional do Orgulho LGBTI.

Segundo o produtor do evento, Juan Jesús Montiel Rozas, a proposta é apoiar a comunidade, diversidade e a liberdade de expressão. “É interessante também que esse ano será apresentada a maior edição do evento, contando com um maior número de parcerias e apoio, incluindo o Festival Curta Brasília, a UNAIDS (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS) e outros.”

O filme espanhol Carmen e Lola é um dos destaques da mostra

Na programação,  quatro dos filmes são documentários.  Os 14 trabalhos estrangeiros são legendados em português. Os temas dos filmes variam entre a luta pela igualdade de direitos, a descoberta da própria identidade, a aceitação da família e sociedade ou a relação entre a tradição e os diferentes modos de amar.

Eventos

“ O Curta Brasília: o Distrito da diversidade, divergência e empatia”, que é uma sessão especial do dia 25 de maio, traz três curtas-metragens de realizadores brasilienses que mostram a diversidade da comunidade LGBTI no DF, tendo a duração de 1 hora ao todo:

Alguns dos destaques do evento

 

Em Defesa da Família – Dir. Daniella Cronemberger (2016), 24 min

Vanessa e Marília formam uma família há 13 anos e são mães de três meninos. O cotidiano é cheio de obrigações e as mães precisam dividir as tarefas. Entre um piquenique com amigos e a festa junina da escola, a família é obrigada a enfrentar ameaças externas. Seus direitos civis correm perigo.

 

Afronte – Dir. Bruno Victor e Marcus Azevedo (2017), 16 min

Ficção e documentário se cruzam para mostrar o processo de transformação e empoderamento de Victor Hugo, um jovem negro e gay, morador da periferia do Distrito Federal. Seu relato se mistura aos depoimentos de outros jovens, cujas histórias revelam diferentes formas de resistência, encontradas em discursos de valorização do negro gay.

 

Fora do Plano – Direção de Raul de Lima (2016), 20 min

O Plano Piloto, espaço central e referência modernista no centro do Brasil, cercado de regiões administrativas é o lugar que tantos desejam estar. Ao redor, as histórias vivem além do centro e criam narrativas próprias maiores que a segregação econômica. Como periferia resistem. Como periferia existem.

A Roda de Conversa “Camp e a Estética LGBT na obra de Pedro Almodóvar”, que oferece um breve panorama sobre sua obra cinematográfica em comemoração aos 70 anos do diretor espanhol, construindo o diálogo de 90 minutos a partir de cenas icônicas de seus filmes utilizando a ótica da “sensibilidade Camp” desenvolvida pela crítica cultural Susan Sontag;

Após a exibição dos curtas do curso: “Somos Todxs Humanxs”, “Transmasculinidades”, “(R)EXISTIR” e “Brasil Repressão”, haverá um debate de 70 minutos moderado pela UNAIDS Brasil, que contará com a presença de participantes do curso audiovisual do projeto “Luz, Câmera, Zero Discriminação” – projeto que ministrou conteúdos de produção audiovisual para 16 pessoa trans e travestis no início de 2018 em São Paulo –  um especialista em audiovisual e um dos produtores do Festival.

PROGRAMAÇÃO:

 

23/05 – 26/05

Instituto Cervantes

SEPS 707/907 – Conj. D – Asa Sul – CEP: 70390-078

 

Quinta-feira / 23 maio

19h – Cerimônia de abertura

19h30 – Carmen e Lola (Espanha, 103 min.) – 12 anos

 

Sexta-feira / 24 maio

18h30 – Uma viagem (Eslovênia, 85 min.) – 14 anos

 

Sábado / 25 maio

16h – Curta Brasília: o Distrito da diversidade, divergência e empatia (60 min.)

17h15– O pai da Itália (Itália, 93 min.) – 14 anos

18h50 – Riu, o que contam os cantos (Chile, 71 min.) – Livre

 

Domingo / 26 maio

18h00 – Meu nome é Jacque (Brasil, 72 min.) – 14 anos

 

Segunda-feira / 3 junho

19h – Roda de Conversa “Camp e a Estética LGBT na obra de Pedro Almodóvar” (Instituto LGBT+, 90 min.)

 

29/05

Camões – Centro Cultural Português em Brasília

SES – Avenida das Nações, Quadra 801, Lote 2, CEP: 70402-900

 

Quarta-feira / 29 maio

18h30- Diamantino (Portugal, 99 min.) – 14 anos

 

30/05 – 02/06

Aliança Francesa

SEPS 708/907 – Lote A – Asa Sul – CEP: 70390-079

 

Quinta-feira / 30 maio

18h30 – Luz, Câmera, Zero Discriminação · (UNAIDS, 70 min.)

20h – A Rainha da Irlanda (Irlanda, 86 min.) – 18 anos

 

Sexta-feira / 31 maio

18h30 – Laurence para sempre (Canadá, 161 min.) – 14 anos

 

Sábado / 1 junho

18h – O Terceiro Casamento (Bélgica, 100 min.) – 14 anos

19h40 – Desobediência (Reino Unido, 114 min.) – 16 anos

 

Domingo / 2 junho

18h – Conquistar, amar e viver intensamente (França, 132 min.) – 16 anos

 

04/06 – 06/06

Goethe-Zentrum Brasília

SEPS-EQS 707/907 – Conj. F, salas 103–137 – CEP: 70390-078

 

Terça-feira / 4 junho

18h30 – Refeições em família (Croácia, 50 min.) – 12 anos

19h30- Abraçá-lo (Austrália, 127 min.) – 18 anos

 

Quarta-feira / 5 junho

18h30 – Algo a romper (Suécia, 80 min.) – 16 anos

20 – Afinal de contas (Dinamarca, 90 min.) – Livre

 

Quinta-feira / 6 junho

18h – Triângulo amoroso (Alemanha, 119 min.) – 16 anos

20h15- Garotos (Países Baixos, 78 min.) – Livre

 

SERVIÇO:

 

Evento: 4º Festival Internacional de Cinema LGBTI – Entrada Franca

Abertura: 23 de maio às 19h. no Instituto Cervantes de Brasília (SEPS 707/907 – Conj. D – Asa Sul – CEP: 70390-078)

Data: 23 de maio a 6 de junho de 2019

Evento Facebook: https://www.facebook.com/events/415833632579976/?event_time_id=415833645913308

Perfil Instagram: Fic.lgbti

Local: Instituto Cervantes, Alliance Française, Goethe-Zentrum, Camões – Centro Cultural Português em Brasília.

 

Por Adryel Sardinha e Mateus Yoshinari

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *