É difícil viver do futebol em Brasília, diz goleiro do Gama

“Tenho vários amigos que estão desempregados no futebol por causa do calendário brasileiro”. O desabafo é do goleiro Maringá, do Gama, mas reflete uma realidade que atinge 23.238 atletas profissionais no Brasil, de acordo com dados da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O arqueiro, que concedeu entrevista no programa “Agência em Ação” desta quinta-feira (4), falou sobre as dificuldades no futebol, os bastidores do jogo contra o Santos pela Copa do Brasil, além dos desafios do Alviverde na próxima temporada.

maringá

Maringá também comemorou o fato de não ter perdido o emprego, mas ressaltou a falta de apoio. “A diretoria do Gama está se movimentando para criar uma espécie de Taça Brasília. Com isso, os jogadores estariam em atividade até o fim do ano”, afirmou. Além disso, o goleiro garantiu que o objetivo do time é voltar a disputar o Campeonato Brasileiro. “A torcida é grande e merece mais. A estrutura que o Gama tem, poucos times do DF tem. Vamos lutar bastante para conseguir uma vaga na Série D, por isso ganhar o Candangão é prioridade”.

 

Confira na íntegra a entrevista com o goleiro do Gama e outros destaques da semana.

Mudanças

Com o futebol local pouco desenvolvido, Brasília ratifica os números do desemprego. Maior campeão do DF, o Gama anunciou na última segunda-feira (1º) a dispensa de 12 jogadores, por falta de calendário no segundo semestre desse ano. O time foi eliminado na semifinal do Candangão, vice-campeão da Copa Verde e caiu na terceira fase da Copa do Brasil para o Santos, na semana passada.

De todos os nomes, Michel Pires foi o que mais chamou a atenção em 2016. O meia deve se transferir para o futebol paulista: vai jogar na Portuguesa Santista. A lista de dispensa conta ainda com Jéferson Paulista (meia), Cris (zagueiro), Felipe Barreiros (volante), Marlos (meia) e David (volante). Outros jogadores ainda precisam assinar a rescisão de contrato. É o caso de Murilo (zagueiro), Paulo Roberto (atacante), Roberto Pitio (atacante), Marcos Baiano (lateral direito), João Douglas (atacante) e Zé Augusto (volante).

Por Tácido Pries

Imagem em destaque: Reprodução/Agência de Notícias UniCEUB

 

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *