NBB: Cerrado não evita sequência ruim e perde para o lanterna Pato Basquete em casa

Na noite desta sexta-feira (19), O Cerrado Basquete (3-3) perdeu para o lanterna Pato Basquete (1-6) por 86 a 85 em confronto válido pela 5ª rodada do 1º turno do Novo Basquete Brasil (NBB). A partida, realizada no Ginásio da ASCEB, em Brasília, marcou a segunda derrota seguida da equipe candanga, que teve como destaques o pivô Gusmão com um duplo-duplo, 16 pontos e 11 rebotes, e o armador Kenny Dawkins, 19 pontos. Enquanto isso, pelos paranaenses, o ala-armador Mateo Bolivar foi quem apareceu bem, com 30 pontos, seu novo recorde pessoal.

O pivô Serjão não teve sucesso na sexta-feira chuvosa em Brasília (Foto: Gabriel Teles)

O começo do jogo foi equilibrado e frenético, com ênfase para o esforço de ambas as equipes por cada posse de bola na defesa e para a coletividade delas no ataque. Os times buscaram movimentar a bola a todo momento, o que resultou em pontos de 14 jogadores diferentes ao longo do período, sete de cada grupo. Apesar das semelhanças, o Pato saiu do primeiro quarto com pequena vantagem, 23 a 22.

No 2º período, o panorama do jogo não mudou. As equipes continuaram mostrando suas qualidades coletivas, entretanto, dessa vez quem se sobressaiu foi o Cerrado, também por pouco. Com a ajuda dos alas Thornton, sete pontos em 100% de aproveitamento, e Paulo Lourenço, seis pontos em 66% de aproveitamento, o time candango superou os paranaenses em pontos totais no quarto, 21 a 17, e saiu para o vestiário na liderança, 43 a 40.

Em seguida, na volta dos grupos à quadra, o Pato Basquete entrou mais atento e frustrou os torcedores brasilienses presentes no ginásio durante o terceiro quarto. Mateo Bolivar, ala-armador do time paranaense, foi o principal responsável pelo retorno marcante, uma vez que o argentino emplacou 15 dos 22 pontos da equipe no período, contra 16 do Cerrado. O desempenho fez com que ele terminasse a etapa com 28 pontos totais e superasse, antes de o jogo terminar, seu recorde pessoal em uma partida na temporada do NBB (16 pontos contra o Corinthians).

Bolivar foi o cestinha do jogo, 30 pontos (Foto: Gabriel Teles)

Por fim, no quarto decisivo, o Cerrado voltou a se impor e, com o apoio determinante da torcida, buscou a remontada após ter chegado a ficar 11 pontos atrás no período anterior. Gusmão, oito pontos, e Dawkins, quatro pontos nos últimos dois minutos, ajudaram a equipe brasiliense alcançar e até mesmo virar a partida contra o Pato, entretanto, uma bola de três do armador Gemadinha nos segundos finais levou a partida para a prorrogação.

No tempo extra, o momento positivo dos paranaenses se manteve e, apesar dos esforços do Cerrado para resistir à derrota em casa, o Pato Basquete terminou vitorioso após Gemadinha converter o lance livre capital no último segundo. Foi a primeira vitória do time de Pato Branco na temporada do NBB.

O Cerrado Basquete volta ao Ginásio da ASCEB no domingo (21) para buscar redenção contra o Mogi das Cruzes às 18h. No mesmo dia, o Pato Basquete irá permanecer na capital federal para enfrentar o Brasília Basquete na Arena BRB Nilson Nelson às 11h.

Por Thiago Quint
Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção