Dia do Veganismo: entenda mais sobre o tema

O assistente social Brenno Lima, 27, diz que se sentia “obrigado” a consumir alimentos de origem animal por influências de pessoas próximas. Foi só depois que ele conheceu o veganismo.

O cenário mudou depois que ele assistiu a um documentário (Cowspiracy: O Segredo da Sustentabilidade, disponível na plataforma Netflix) sobre a indústria de abate de animais, e isso ajudou a provocar uma mudança em seus hábitos alimentares.

Veganismo pode gerar hábitos mais saudáveis e baratos (leia aqui) 

Os reflexos apareceram no bem estar. “Parei de passar mal com derivados de leite. Nunca gostei de leite, queijo e qualquer derivado. Sempre tive reações alérgicas, diarreia ou ânsia de vômito desde de criança”.

Benefícios

A mudança de consumo tem efeito por uma lógica alimentar. Segundo o nutricionista Túlio Domingueti Barreto, pessoas veganas consomem mais frutas, verduras e legumes de uma forma geral, além de ingerirem mais fibras. “Esses alimentos são muito benéficos para promover a saúde e para evitar doenças”.

Outro ponto importante para ele é que o consumo exagerado de alimentos de origem animal podem causar problemas cardíacos sérios. 

Em crescimento

Uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência sobre o tema, em 2018, apontou que cerca de 29 milhões de brasileiros não comem carne, o que representam 14% da população.

Ainda, o Censo do Mapa Veg, que é constantemente atualizado e mapeia o crescimento do Vegetarianismo e Veganismo no Brasil, atualmente mais de 31 mil pessoas se enquadram na categoria vegetariana, vegana e simpatizantes, correspondendo a 19.051, 9.400 e 2.549, respectivamente.

(Foto: Pixabay)

O movimento vegano não se restringe apenas aos alimentos, atualmente empresas voltadas para produtos que não usam nada de origem animal cresceu significativamente.

Marcas de roupas e sapatos, conhecidas por usar matéria-prima animal, hoje optam pela consciência de que produtos não precisam optar por esse material por conta da qualidade.

Selos

Essas empresas recebem o selo PETA vegan approved que significa que são livres de qualquer produto de origem animal.

Maquiagens, produtos para os cabelos com selos cruelty-free ( livre de crueldade ), já são encontrados em diversas lojas físicas e online. “Na medida do possível, consigo comprar produtos de higiene pessoal veganos”, garante Brenno.

Por Tamires Rodrigues
Foto: Pixabay
Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção