Ridley Scott traz trama chocante em “O último duelo”

Com a direção de Ridley Scott, “O último duelo” é um drama histórico, que se passa em Paris, na Idade Média. O filme conta um acontecimento real e é baseado em um livro de Eric Jager, com o mesmo título. A história é de dois amigos, Jean de Carrouges (Matt Damon) e Jacques Le Gris (Adam Driver), que se tornam rivais após uma acusação de Marguerite (Jodie Comer), esposa de Jean, contra Jacques. O conflito se resolverá em um duelo pela morte. O filme estreia no dia 14.

Leia mais sobre cinema

 

A história

A obra é dividida em três capítulos, todos narram a mesma história, sob perspectivas diferentes. Temos conhecimento dos acontecimentos na visão de cada um dos personagens principais, primeiramente de Jean, seguido de Jacques e por fim, os fatos segundo Marguerite. As versões da história contam com as mesmas cenas, apresentadas de formas alternativas e novas cenas, para mostrar o lado de cada um no ocorrido.

Matt Damon como Jean de Carrouges (Foto: Divulgação)

 

Le Gris, escudeiro e braço direito do conde Pierre d’Alençon (Ben Affleck), e Carrouges, lorde alvo de chacota, inicialmente, são amigos e lutam juntos como cavaleiros em nome do rei. Os desentendimentos entre os dois começam devido a negócios com relação à posse de terras. Depois que já haviam se reconciliado, Marguerite acusa Jacques de ter cometido um estupro contra ela, assim, Jean desafia-o para um duelo, que só terminaria com a morte de um dos dois. 

Adam Driver como Jacques Le Gris (Foto: Divulgação)

A trama evidencia o papel da mulher naquela sociedade e as expectativas colocadas sobre ela, a falta de voz e de direitos são demonstrados. Nesse contexto, a culpa sempre recai sobre a mulher, independente da situação.

A temática do estupro é tratada de acordo com o momento em que se insere e detalhes como a ciência da época são cruciais para entender o desenrolar do embate. Sob o olhar de Marguerite, é possível perceber que o gênero feminino é tratado de forma muito inferior, o crime teria sido cometido contra o “dono” dela, como uma violação de sua posse.

Três papéis em uma só personagem

Os capítulos mostram facetas muito diferentes de cada personagem. Em sua própria versão, os narradores se mostram apaixonados pela mulher, de formas distintas. Na interpretação de Jean, o escudeiro é calado e obediente. Já segundo Jacques, o lorde é hostil e controlador.

Jodie Comer como Marguerite de Carrouges (Foto: Divulgação)

 

A atriz Jodie Comer é o destaque absoluto na obra. Ela conseguiu demonstrar com clareza as três versões de Marguerite. A atuação é expressiva, inclusive no silêncio, Jodie entrega as emoções que a personagem sentiria e incorpora cada uma das três “Marguerites” que interpreta.

Produção

A sonoridade da obra é marcante. Os efeitos sonoros fazem com que o espectador sinta-se como se estivesse com os atores dentro do filme, através de detalhes da cena que são realçados. As músicas também contribuem para esse clima, transportando quem assiste para o século XIV.

Cena do duelo (Foto: Reprodução- Youtube)

 

O diretor do longa é o britânico Ridley Scott, renomado por produções de ficção científica e suspense, como os famosos “Alien- O 8º passageiro” (1979) e “Blade Runner- O caçador de Andróides” (1982). Scott também dirigiu outros filmes do gênero épico, os títulos “Gladiador” (2000) e “Falcão Negro em Perigo” (2005) são significativos para a indústria.

Roteirizado por nomes conhecidos como Nicole Holofcener, Ben Affleck e Matt Damon, a obra surpreende ao conduzir o espectador para a época em que acontece. O contexto medieval, no qual a religião era dominante, é apresentado de forma natural e coerente. A ambientação, a caracterização e os figurinos estão impecáveis.

Cenários e figurinos chamam atenção (Foto: Divulgação- 20th Century Studios).

Uma queixa pode ser a duração do filme porque, em alguns momentos, a narrativa pode cansar com as repetições de temáticas ao longo de 2 horas e 33 minutos. Além disso, o duelo, em si, poderia ser mais destacado.

Ficha técnica

 

Gênero: Drama histórico/ épico

 

Elenco principal: Jodie Comer, Matt Damon, Adam Driver e Ben Affleck

 

Roteiro: Nicole Holofcener, Ben Affleck e Matt Damon

 

Direção: Ridley Scott

 

Origem: Estados Unidos

 

Distribuição: 20th Century Studios

Por Maria Tereza Castro*
* A repórter assistiu à pré-estreia a convite da Espaço/Z

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção