Tatuadores buscam outros caminhos na pandemia

A profissão do tatuador, que precisa do contato físico, necessitou ser inovada durante a pandemia da covid-19. A produção acabou prejudicada, por conta do isolamento social. A necessidade de ter que fechar as portas por um curto ou longo período tem marcado esse momento. A inovação e a criatividade são os caminhos para quem atua com essa atividade.

Leia mais sobre tatuagem em tempos de pandemia

Conheça também história de uma tatuadora que ajuda mulheres após câncer de mama

O estúdio do Ramon Vinícius, tatuador profissional há 6 anos, funciona desde 2013 e, infelizmente, por conta da pandemia o número de atendimentos diminuiu e o estabelecimento precisou fechar as portas por um período de 3 semanas. “A pandemia foi difícil, mas conseguimos nos estabilizar. Seguindo as normas de higiene, voltamos a atender com o devido cuidado”, conta Ramon.

Ramon Vinícius, 22, em seu estúdio localizado em Planaltina-DF. Fonte: @xramontatto

 

O tatuador Rodrigo Silva, conhecido como Goiaba, que tatua profissionalmente há 17 anos, teve que suspender as atividades.  “O estúdio onde eu trabalho fechou, não sei se a gente vai conseguir reabrir e para me manter estou atendendo um ou outro cliente em domicílio”, explica o profissional.

Rodrigo Silva, em seu estúdio localizado em Planaltina-DF. Fonte:@goiabatatto

As outras opções

Além do atendimento em domicílio, as redes sociais, que já eram bem utilizadas pelos estúdios antes do isolamento social, serviram como plano B para os artistas. Tanto as plataformas de comunicação quanto as que são utilizadas somente para a postagem de fotografias ajudaram bastante os profissionais.

Uma das mídias sociais principais, mais usufruídas por eles, é o Instagram; a plataforma auxilia na hora de manter ligação com os clientes e atrair novos. Além disso, eles relatam que é muito útil para mostrar o trabalho que é desenhado. A distância não impede que manifestem arte.

Por Adna Fernandes

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção