NBB: morte de Laurindo Miura chocou equipes antes de clássico candango

Pouco antes da partida entre Cerrado e Brasília, na quinta (11), as equipes tiveram notícia de que o técnico Laurindo Miura, responsável por revelar e treinar inúmeros jogadores emblemáticos na história do basquete da capital, faleceu devido a complicações durante uma cirurgia no rim. Laurindo chegou a treinar Ronaldo Pacheco, membro da comissão técnica do Cerrado Basquete, e o ala Arthur Belchor, da equipe do Brasília. Seu falecimento foi homenageado por um minuto de silêncio antes do início da partida entre Brasília e Cerrado Basquete.

Confira a nota de falecimento feita pela LNB em respeito a Laurindo

O tão esperado clássico candango foi disputado hoje, às 20h, pela primeira vez na capital. O Cerrado chegou ao jogo com a moral alta após conseguir cinco vitórias em seus últimos oito jogos, se aproximando cada vez mais da sonhada vaga aos playoffs, já o Brasília vinha de um triunfo acima do Fortaleza por 20 pontos de diferença e aparentava estar se afastando da má fase. Entretanto, quem levou a melhor foi o Cerrado, que venceu por 86 a 73. Os alas Kevin Crescenzi e Paulo Lourenço foram os destaques da equipe vitoriosa, anotando 21 pontos e 8 rebotes, e 16 pontos e 10 rebotes, respectivamente. Além deles, outros 3 jogadores do Cerrado fizeram 10 ou mais pontos, mostrando o trabalho coletivo do time. Pelo Brasília, Sammy Yeager passou da casa dos 20 pontos mais uma vez, e teve 27 na noite.

Confira a matéria completa a respeito da vitória do Cerrado sobre o Brasília

Com um início cheio de emoções, a partida logo foi tomada por um dos lados, o técnico Bruno Lopes soube montar a sua defesa diante do ataque do Brasília, que estava sendo liderado pelo americano Sammy Yeager, terceiro maior cestinha da temporada, mas acabou anulado nos dois primeiros turnos, marcando apenas 8 pontos. O Cerrado não se destacou apenas na defesa como também no ataque, rotacionando a bola para se aproveitar do adversário e levar a vantagem de sua frágil defesa.

Apesar da boa atuação, Yeager viu o Brasília perder mais uma, a 18ª na temporada (Foto: Arthur Ribeiro)

O clássico terminou da mesma forma que começou, com vantagem para o Cerrado. A boa performance nos dois primeiros quartos foram o suficiente para evitar qualquer tipo de tentativa de virada de placar pelo time do Brasília, que tentou se recuperar no terceiro quarto, mas acabou sendo em vão. O Brasília afunda novamente na lanterna da competição enquanto seus rivais conterrâneos comemoram terem subido na tabela para a décima segunda posição, a última que concede acesso aos playoffs.

Encerrada a passagem do NBB pela capital até a temporada que vem, o Ginásio Prof. Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, vai ser o próximo destino para os quatro times que protagonizaram os três últimos dias de basquete em Brasília. Faltando seis rodadas para o fim da competição, resta saber o que será da equipe do Brasília após mais uma temporada decepcionante, e qual será o tamanho do impacto do Cerrado Basquete na liga, em sua temporada de estreia na primeira divisão do basquete nacional, já provando ser um projeto de futuro promissor.

Jogo nordestino

No primeiro confronto do dia, Fortaleza e Unifacisa estavam vindo de derrotas e buscavam encerrar suas passagens pela capital de forma positiva. Ao contrário do que se esperava, a partida foi dominada de ponta a ponta pelo time da Unifacisa, rendendo uma vitória no placar geral de 87 a 75. Liderados pelo ala Betinho, que anotou 15 pontos, e pelo pivô, Paranhos, que arrematou um duplo-duplo de 12 pontos e 14 rebotes na partida, o time paraibano soube lidar melhor com a partida e aproveitou os diversos erros cometidos por seus adversários.

Confira a matéria completa sobre o jogo entre Unifacisa e Fortaleza

No duelo dos nordestinos, melhor para a Unifacisa de Betinho (esq.) (Foto: Arthur Ribeiro)

Com essa vitória, a Unifacisa foi capaz de se manter na nona posição da tabela e seguir com a sua vaga para os playoffs, confronto disputado pelas equipes que ocuparem até a décima segunda colocação da competição. Já a equipe cearense acabou caindo duas posições e agora se encontra em oitavo, sofrendo pressão justamente de seus rivais paraibanos que levaram o triunfo hoje.

Por Bernardo Guerra

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção