NBB: lanterna Cerrado perde para Pato Basquete

A equipe do Cerrado Basquete entrou em quadra nesta terça-feira (22/12), no ginásio da ASCEB, em busca de sua segunda vitória da temporada. O adversário da vez foi o time paranaense, Pato Basquete, que buscava uma sequência de vitórias após ter vencido o Brasília Basquete em seu último jogo, no domingo passado (20/12).

Foto: Bernardo Guerra

O jogo

Com bom início de jogo, o Cerrado Basquete contou com o protagonismo do armador, Henrique Coelho, para sair na frente e emplacar boas jogadas nos minutos iniciais, porém, ao decorrer do quarto, o Pato Basquete rapidamente aprendeu os padrões de ataque do time candango e soube pará-los. Pressionando alto e interceptando os passes adversários, a equipe paranaense foi precisa nos minutos finais, anulando os quatro últimos ataques do Cerrado e aproveitando as transições para acabar o quarto a frente no placar com uma boa margem de pontos. O primeiro quarto se encerrou com a pontuação de 22 a 15, vantagem para o Pato Basquete.

O segundo quarto foi marcado pela falta de atenção do time candango, defendendo de forma apática e dando passes diretamente para as mãos de seus adversários, além de uma seleção de arremessos nada efetivos por parte do armador americano, JC Fuller, que errou todos os seus quatro arremessos de três pontos no quarto. Com o Cerrado jogando de forma completamente oposta de como tinham iniciado o quarto passado, o time do Pato Basquete não fez muito diferente e também caiu de produção, dependendo dos 8 pontos marcados pelo jovem armador, Augusto, para se manterem na dianteira. O segundo quarto terminou 20 a 16, com o Pato Basquete mantendo a vantagem no placar geral por 42 a 31.

A volta do intervalo contou com um Cerrado diferente, correndo atrás do placar e cometendo poucos erros. O ala-armador da equipe candanga, Paulo Lourenço, foi o grande destaque do quarto, marcando 11 pontos com um aproveitamento de 73% de seus arremessos em dez minutos. Já o time paranaense contou com um estilo de jogo mais coletivo, fazendo uso do espaçamento da quadra e toques rápidos para não ficar para trás no placar contra o Cerrado. O terceiro quarto encerrou com o placar de 17 a 21 para o time de Brasília, mas no placar geral a vantagem ainda estava para o Pato, estando 59 a 52.

No último quarto da partida, ambos os times buscavam a vitória ao máximo, Cerrado querendo sair do fundo da tabela e o Pato buscando se consolidar no meio da mesma. As equipes vieram a quadra dando seu máximo, com os ataques bem armados e as defesas atentas, o jogo parecia estar em aberto, isso é, até a metade final do quarto, quando o time do Cerrado começou a perder o ritmo da partida e voltou a cometer as mesmas falhas defensivas do primeiro tempo de jogo, enquanto o elenco do Pato Basquete aparentava ser incansável, sempre atento, disputando todas as bolas do jogo e impedindo a equipe candanga de respirar por um segundo sequer. O placar do último quarto acabou sendo 20 a 16 para o Pato, com o placar final de 79 a 68, vitória da equipe paranaense.

Destaques da partida

Os grandes destaques do Cerrado foram o armador e ala-armador, Henrique Coelho e Paulo Lourenço, marcando 18 pontos e 7 assistências, e 16 pontos e 7 rebotes, respectivamente. Do lado do Pato Basquete, os destaques foram o ala-armador americano, Isaac Thornton, com 20 pontos, e o armador Augusto, que, além de ser o cestinha da partida, também empatou seu recorde de pontos em uma partida, 21.

Próximos jogos

O Cerrado Basquete volta às quadra no ano que vem, no dia 6/01, para disputar seu primeiro clássico da capital contra a equipe do Brasília Basquete, no Ginásio Wlamir Marques, em São Paulo. O Pato Basquete voltará às quadra antes disso, no dia 04/01, contra o Corinthians, também no Ginásio Wlamir Marques.

Por Bernardo Guerra

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção