NBB: na prorrogação, Brasília perde do Pato Basquete em 10ª derrota

Neste domingo (20) o Pato Basquete venceu o Brasília Basquete na prorrogação por 104 a 98 pelo Novo Basquete Brasil (NBB), no ginásio da ASCEB, em Brasília.

Os paranaenses buscavam se manter entre os 12 primeiros colocados da competição, zona de classificação para os playoffs, e pulou da 12ª para a 10ª posição.

Por sua vez, o time da capital, repleto de desfalques por lesões e Covid-19, se manteve entre os últimos, amargando a 14ª colocação, podendo até cair para a lanterna, dependendo de outros resultados.

Em duelo disputado, os destaques pelo Pato foram Matheusinho, com 25 pontos e 8 rebotes, e o americano Isaac Thornton, com 19 pontos, 9 deles no tempo extra. Pelo Brasília, Jefferson anotou 25 pontos e 5 assistências, acrescentado por Samuel “Sammy” Yeager, com 21 pontos, 5 rebotes e 5 assistências.

O jogo

O início da partida trouxe dificuldades para ambos os lados, especialmente para o Brasília, que passou os 4 primeiros minutos sem pontuar, e viu o adversário abrir 8 pontos de vantagem logo cedo.

Após pedido de tempo, a equipe brasiliense se encontrou melhor, principalmente nos rebotes ofensivos e na marcação do ala-armador Isaac Thornton, cestinha do Pato, que saiu zerado do quarto.

Ainda assim, os paranaenses se mantiveram em vantagem devido as bolas do perímetro convertidas (4 de 9) e pelo baixo aproveitamento do Brasília nos arremessos de quadra, acertando apenas 6 de 21 tentados. Ao fim dos 10 minutos iniciais, a vantagem era do Pato, com 21 a 17 no placar.

O segundo quarto se manteve na mesma toada, com ambas as equipes trocando cestas, mas ainda errando muito. Entretanto, a nova contratação do Brasília, o armador Jefferson Socas, vindo do basquete 3×3, comandou o time na armação e melhorou a distribuição de bola.

Apesar do esforço, os brasilienses viram o Pato se manter na frente com os esforços de Matheusinho e do americano Charles Funches, que fizeram metade dos pontos da equipe no quarto. Os times continuaram a trocação, e, mesmo com os paranaenses sempre na frente, a vantagem não passou dos 10 pontos, e foram para o intervalo com o placar marcando 42 a 35 para o Pato Basquete.

Na volta dos vestiários, o Brasília veio parecendo outro time. Menos individualista (7 assistências no quarto) e buscando mais arremessos livres de marcação, as bolas do perímetro da equipe brasiliense começaram a cair com mais constância.

Com Jefferson e Caio Torres tomando conta das ações, anotando 18 dos 27 pontos da equipe no período, 10 do armador e 8 do pivô, respectivamente, o Brasília vence a parcial, encosta de vez no placar, e vai para o 4º quarto atrás por apena s 2 pontos, mas com a moral retomada.

Logo no início do período, Sammy Yeager, que estreou recentemente, mostrou o porquê da grande expectativa com sua chegada, e ditou as ações da equipe que, pela primeira vez na partida, alcançou a frente do placar.

Com uma sequência de cestas nos 5 primeiros minutos, dominando no ataque e na defesa, o Brasília abriu 10 pontos de vantagem e colocou fogo na disputa.

Entretanto, após o baque inicial, o Pato retomou a consciência, buscou infiltrações para forçar idas à linha de lance livre e conseguiu, não apenas pontuar dessa maneira, como também empatar a partida em 83 a 8 com Thornton, e forçar a prorrogação.

No tempo extra, a grande estrela da partida mostrou ao que veio. O americano Isaac Thornton, um dos principais cestinhas do NBB, estava sumido em quadra, tendo acertado apenas 3 de 19 arremessos, brilhou na prorrogação, anotando 9 pontos e colocando o Pato na frente do placar, o que fez o Brasília forçar arremessos para encostar, mas sem sucesso. Dessa forma, os paranaenses apenas controlaram o jogo, aumentaram a vantagem com os lances livres, e venceram a parcial por 21 a 15. Vitória para o Pato Basquete, 104 a 98.

Pós Jogo

Apesar da derrota, o Brasília teve uma melhora em relação aos jogos anteriores. Com as novas contratações Socas e Samuel, e com o retorno dos desfalques, como Nezinho, Rava, Danilo, Gemerson e Gabriel, o time pode se tornar mais competitivo e buscar uma vaga na pós temporada.

O Pato Basquete, por sua vez, entrou de vez na zona de classificação aos playoffs, e pode até mesmo sonhar por uma vaga na Copa Super 8, estando apenas duas vitórias atrás do Fortaleza, que atualmente está na oitava posição.

Próximos jogos

Ambas as equipes entram em quadra novamente na próxima terça-feira (22), novamente no ginásio da ASCEB, em Brasília. O Pato encara o Cerrado Basquete, às 14:00. Já o time da capital enfrenta o Campo Mourão às 17h, com transmissão do DAZN.

Por Arthur Ribeiro

Foto: Gabriella Tomaz

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção