Dentista no DF fabrica “GPS” para cirurgias

Criado no Rio Grande do Sul desde criança, o engenheiro biomédico e dentista Marcos Vinicius Marques Anchieta tinha o sonho de ajudar outras pessoas, se tornar engenheiro e um adulto realizado na profissão.

Com diferentes especializações. Marcos Vinicius atuou como dentista durante 25 anos e trabalhou em hospitais, como  Hospital Sarah, HGB e Beneficência Portuguesa.

Mas foi a partir de uma das  viagens que ele viu o destino mudar. O que marcou a carreira dele foi quando o dentista realizou uma viagem a Israel, onde ficou fascinado pelo funcionamento de um navegador utilizado em cirurgias odontológicas e, assim, decidiu o que iria fazer da vida, aquilo foi uma inspiração para ele.

Leia mais sobre odontologia

Leia mais pesquisas sobre odontologia no site do Conselho Regional

Onde você nasceu? E por que você se mudou para Brasília?

Nasci no Rio Grande do Sul e vim para Brasília acompanhando minha família. Meu pai era militar e veio transferido. Estudei no Colégio Militar de Brasília.

Em que você pensava em trabalhar quando criança?

Pensava em engenharia. Queria fabricar um carro movido a ar. Fazia ventiladores para vender para meus amigos.

Qual a sua especialização? E em qual instituição foi feita?

Sou dentista especialista em Cirurgia Bucomaxilofacial pela Universidade Metodista (Umesp). Mestre em Engenharia Biomédica pela Universidade de Brasília (UnB ).

Antes de exercer a função que trabalha hoje, já trabalhou em muitos lugares?

Fui dentista por 25 anos e trabalhei em vários hospitais. Hospital Sarah, HGB, Beneficência Portuguesa.

 

Quando e como surgiu a vontade de fabricar produtos especializados para procedimentos médicos?

Em Israel conheci um navegador para odontologia. E fiquei fascinado com a tecnologia. Ao retornar para o Brasil me concentrei em fazer algo parecido para ajudar os outros. Depois de cinco anos de muita pesquisa e trabalho conseguir realizar esse sonho.

 

O que é um navegador? E como é seu funcionamento?

Um navegador é semelhante a um GPS indoor. É uma ferramenta de localização espacial em tempo real. Utilizamos como mapa para guiar o cirurgião em imagens de tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Qual era seu objetivo quando começou a trabalhar nessa área de engenheiro biomédico? 

Meu maior objetivo sempre foi tornar acessível no Brasil uma tecnologia de ponta. Não existia fabricante nacional e os importados são muito caros. Somente os grandes hospitais possuíam este tipo de tecnologia para cirurgias de alta complexidade.

Leia mais sobre consultas a destista na pandemia

Pode nos dar alguns exemplos de produtos que você já produziu? Como eles funcionam?

Atualmente fabricamos o navegador cirúrgico que está há 10 anos no mercado nacional e mais recentemente o aspirador ultrassônico para ressecção de tumores. Um auxilia a localização do tumor e o outro na retirada do tumor com segurança. São produtos de alta tecnologia e com pouquíssimo fabricantes mundiais.

 

Qual produto que você mais se orgulha de ter feito?

Tenho muito orgulho dos dois, pois somos os únicos fabricantes destas tecnologias no Brasil. E os dois ajudam a salvar vidas. Em 10 anos, o navegador Eximius já foi utilizado em mais de cinco mil cirurgias de alta complexidade.

 

Sobre os produtos que já foram fabricados, qual é o destino final deles? Vão para hospitais particulares? Privados?

Os produtos são vendidos para hospitais públicos e privados, mas o foco são os distribuidores de produtos médicos e hospitalares que prestam serviço de locação de equipamentos.

Por Alice Anchieta, Maria Luiza Souza e Nayara Pinheiro
Supervisão de Isa Stacciarini

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção