Grupo de pesquisadores indica que mudança de comportamento humano é chave contra crises

Diante das crises mundiais, um grupo de pesquisadores das ciências humanas e sociais divulgou o lançamento de uma iniciativa intitulada “Painel Internacional de Mudanças no Comportamento (IPBC, na sigla em inglês). O objetivo da entidade é ajudar a enfrentar, ao longo do tempo, as crises sociais e ambientes atuais e futuras. 

Para o professor Eduardo Bessa, membro da diretoria do IPBC e professor de Comportamento Animal da Universidade de Brasília, a pandemia da Covid-19 está incentivamento a sociedade a repensar diversas ações. “Talvez seja o momento de aproveitar para mudar outros tipos de atitude que nos possibilitem um mundo melhor, tanto em termos ambientais quanto sociais”, explica o professor.

A ideia do projeto é obter resultados por meio de relatórios com informações recentes e importantes sobre como aplicar novos hábitos no dia a dia e atualizações sobre gatilhos e obstáculos que podem aparecer durante um processo de mudança de comportamento. “Nos relatórios faremos uma síntese do que se sabe sobre o assunto e desenvolveremos estudos para preencher as lacunas sobre o que ainda não se sabe”, esclarece Eduardo Bessa.

Leia mais sobre pandemia

O painel, que já conta com o apoio de 1023 pesquisadores de mais de 75 áreas e 76 países, ouvirão a sociedade civil e os tomadores de decisões para produzir os relatórios. Para Eduardo Bessa, o diferencial do projeto é a atuação direta no comportamento das pessoas. “Existem outros painéis focados em problemas ambientais na ONU, como o IPCC, sobre mudanças climáticas, e o IPBES, sobre biodiversidade. Ambos são excelentes em apontar os problemas e até as mudanças necessárias para reduzi-los, mas para realizar essas mudanças é fundamental atuar nos comportamentos das pessoas. Isso é o que nos propomos a fazer”, acrescenta o membro da diretoria do IPBC.

Leia na íntegra o material de divulgação do projeto

O Painel Internacional de Mudança de Comportamento é, dessa forma, composto não só pelos cientistas que irão gerar os produtos, mas também por empresas, pela sociedade e associações, que auxiliarão a focar o conteúdo dos produtos de forma que sejam relevantes para todos. Esses grupos não são membros oficialmente dentro do IPBC, mas à eles está delegada a missão importante de expressar o que a sociedade precisa, como educação, saúde, agricultura, etc. “Ter as ferramentas certas para promover isso é o que espero do IPBC”, diz Eduardo Bessa, que tem grandes expectativas com o projeto contra as crises. 

Ideia e formação 

O painel surgiu após o lançamento de um manifesto pela criação de um grupo formado por especialistas em torno da necessidade de mudanças comportamentais para um mundo mais sustentável em âmbito econômico, ambiental e social. Dessa forma, a entidade internacional, interdisciplinar, independente e apolítica, hoje, é formada por profissionais dos mais diversos campos como  psicologia, neurociências, sociologia, economia, ciência política, comportamento animal, biologia, ciências da saúde, educação, direito, marketing e administração. 

O objetivo do grupo presidido por Jacques Fradin é incentivar mudanças de comportamento e de práticas visando uma sociedade mais sustentável e equitativa.

Confira vídeo com o professor Eduardo Bessa 

 

Por Mayra Christie

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção