Futebol Feminino: Flamengo vence o Minas/Icesp com dois gols nos acréscimos

Minas dominou o primeiro tempo mas Flamengo entrou melhor no segundo e conseguiu a virada.

Primeiro tempo: 

O Minas/Icesp começou o jogo mantendo a posse de bola e realizando jogadas com velocidade para tentar surpreender o Flamengo. A equipe carioca marcava com pressão para tentar segurar o ataque do DF. Durante o começo do jogo, ambos os times chegaram até a área mas nenhum conseguiu criar uma grande chance de gol. Aos 11 minutos do primeiro tempo Pelé, camisa 17 do Minas, recebeu a bola pelo lado direito, lançamento de Robinha, e então invadiu a área e aproveitou a saída da goleira do Flamengo para fazer o primeiro gol do jogo.  O Flamengo tentou igualar o placar quando aos 16 minutos Annaysa arriscou de longe mas a goleira Nagila, do Minas, fez uma boa defesa.

Aos 21 minutos o Flamengo quase conseguiu o empate em uma cruzamento de Débora, mas a bola bateu no travessão, na sequencia Annaysa chutou de fora da área mas a bola bateu na trave. O Minas construiu uma boa jogada pela direita aos 26 minutos, Barbara chutou bem e a goleira do Flamengo Kaká fez uma defesa melhor ainda. Após a parada técnica o Flamengo começou a marcar mais alta, dificultando a saída de bola do Minas. Aos 31 minutos do primeiro tempo Jessica cruzou na área, a goleira Kaká saiu errado e a bola sobrou para Barbara, que chutou e fez o segundo gol do Minas. O Flamengo começou a sentir o placar e errou vários passes, enquanto o Minas jogava com tranquilidade.

 

Segundo tempo: 

O Flamengo voltou muito melhor para o segundo tempo. Logo aos sete minutos Débora, camisa 27 do Flamengo, cobrou um escanteio e Karen cabeceou firme e mandou a bola para o fundo do gol e diminuiu o placar. O Flamengo, no segundo tempo, era o melhor time em campo e ocupava o campo defensivo do Minas, que se manteve recuado desde o inicio do segundo tempo. O Minas começou a sentir a sentir o físico e as jogadoras não corriam mais tanto em campo e algumas começaram a sentir câimbras. A maior chance do Minas no segundo tempo foi com Katrine, que estava sozinha mas não conseguiu dominar um belo cruzamento. O Flamengo manteve a posse de bola e a marcação alta durante todo o segundo tempo, com algumas chances de gol desperdiçadas.

Aos 48 minutos do segundo tempo, já nos acréscimos, Débora cruzou pela direita e Ana Carla cabeçou para o gol, empatando o jogo. O Flamengo continuou pressionando muito e aos 50 minutos, em um dos últimos lances do jogo, Débora cruzou novamente da intermediária e Carlinha fez um gol de cabeça, virando o jogo para o Flamengo.

 

“Para ser bem sincera eu nem vi o lance do gol, só vi quando a bola já estava no fundo da rede. Eu queria agradecer a equipe, que a gente não desistiu nem um minuto. Jogamos muito mal no primeiro tempo, é difícil você virar um dois a zero, todo time sabe disso com uma equipe qualificada como o Minas, nós respeitamos mas fomos para cima. Aqui é Flamengo, tem que ter raça e acreditar até o fim” disse Carlinha, sobre o seu gol que deu a vitoria para o Flamengo.

“No segundo tempo a gente entrou meio desligada, levamos o primeiro gol de bola parada, levamos o segundo e no finalzinho faltou um pouco de frieza. Agora temos que levantar a cabeça e ir para o próximo jogo em busca dos três pontos” disse a camisa sete do Minas, Su.

Texto e imagens: Vitoria Von Bentzeen

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção