Já foi ao Cine Drive-in? Saiba mais sobre a sala a céu aberto

O último Cine Drive-in da América Latina fica na Asa Norte com o céu aberto para uma experiência única. Inaugurado em 25 de agosto de 1973, o cinema funciona há 46 anos. O local conta com uma tela de 312m² e com o espaço para 350 carros.

Para afastar o cerco do mercado imobiliário, foi criada uma petição que reuniu um grupo de urbanistas de Brasília para conseguir assinaturas a favor da aprovação do projeto de lei, proposto pela ex-deputada distrital Luzia de Paula, que manteria o lugar aberto e funcionando. Quase 20 mil pessoas já assinaram o documento em prol do cinema. “Quando falam que o cine drive-in pode fechar, é por causa da licitação do autódromo que está acontecendo e, de certa forma, não se sabe se vai manter a empresa que explora o cinema”, afirma Marta Tavares, responsável pelo cinema.

Patrimônio

A Câmara aprovou o projeto de lei, e em dezembro de 2017, a lei 6.055 foi sancionada pelo ex-governador Rodrigo Rollemberg, para que o Cine Drive-in se tornasse um patrimônio cultural e material do DF. O cinema também conta com o apoio da Ancine (Agência Nacional do Cinema), em razão do compromisso com o cinema brasileiro.

Os rumores sobre o fechamento do Cine Drive-in ocorreram em razão da licitação do autódromo, que visa a promover a reforma e a modernização e ainda proporcionará atividades de caráter esportivo, social, cultural, artístico, comercial, e de lazer voltado para funções desenvolvidas em um autódromo. Não se sabe ao certo quem ficará com o espaço, nem se será mantida a empresa que explora o cinema.

O cine drive-in está subordinado a Secretaria do Esporte e Lazer. “O cinema se mantém com a receita da bilheteria e lanchonete, sem ajuda de nenhum órgão do governo”, disse Marta Tavares.

O Cine Drive-in, além de ser o último da América Latina, também ganhou destaque por estrelar um filme e um documentário. “O último Cine Drive-in”, longa brasileiro do diretor Iberê Carvalho que explora laços fraternais, e conta a história da relação entre pai e filho, e de como o cinema pode melhorar esse contato, há muito tempo lembrado. Seus altos e baixos também são mostrados em um curta, “Cine Drive-in – Cinema sob o céu”.

Por Marília Silva e Beatriz Macêdo

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *