Halloween no NBB: Brasília joga bem, mas bruxa continua à solta; equipe perde a 5ª seguida

Após sequência  de quatro derrotas, o Brasília enfrentou na noite da última quarta-feira (31/10), no ginásio da ASCEB, o paulista Bauru, em busca de sua primeira vitória. Com 2 importantes desfalques na equipe paulista, Fúlvio e Alex, o time da capital jogou de igual para igual, mas não conseguiu evitar mais uma derrota.

 

Em um primeiro quarto disputado, a equipe da capital sofreu com boas infiltrações do time paulista e saiu atrás no resultado. Porém, com grande atuação do americano Zach Graham, o Universo/Caixa/Brasília encostou no placar, que estacionou em 23×24 ao fim do primeiro período.

 

No segundo quarto, a equipe brasiliense esboçou uma reação, mas voltou a sofrer com os ataques da equipe paulista. O venezuelano Graterol estava bem na partida, melhorou a defesa com rebotes e anotou cestas. Após sua saída, a equipe do Bauru encontrou brechas na defesa brasiliense, e conseguiu abrir 8 pontos de vantagem no placar. No fim do quarto, com boas mexidas no time, o Brasília conseguiu segurar o ataque da equipe paulistana e diminuiu a diferença de pontos para 3, o primeiro tempo se encerrou em 47×50.

 

No começo do segundo tempo o time brasiliense chegou a empatar a partida. No entanto, a deficiência defensiva voltou a aparecer e a equipe paulistana, comandada pelas boas jogadas de Lucas Mariano e Jefferson, abriu vantagem novamente e terminou o terceiro quarto na frente, com o placar de 67 x 75.

 

No último quarto, a equipe local voltou motivada com defesa segura e ataque certeiro. Nesse ritmo, fizeram 10×0 na primeira metade do quarto e encostaram no placar, e se aproximaram da virada. A equipe visitante se recuperou, o jogo seguiu bastante disputado e o empate voltou ao placar, que seguiu assim até o fim do tempo regulamentar.

 

No primeiro período extra, o que ocorreu na maior parte do jogo, voltou a acontecer: a equipe candanga novamente pecou na defesa e permitiu o adversário voltar a frente no placar. Contudo, os candangos tiveram bastante garra e contando com o apoio da torcida, voltou a empatar a partida. Dessa forma, o resultado se manteve até o fim da primeira prorrogação, que terminou com o placar de 100×100.

 

Na segunda prorrogação, o jogo seguiu com fortes emoções, em um duelo bastante equilibrado. Apesar do equilíbrio, a equipe paulista conseguiu se manter na frente do placar a maior parte do tempo, mostrou uma defesa bem postada, e assim, conseguiu segurar o resultado até o estouro do cronômetro. Dessa maneira, consolidou sua segunda vitória na competição, com um resultado de 105×113.

Por Gustavo Choairy e Victor Andrade

Foto Divulgação

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

 

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *