Exército e Planejamento creem em aumento das operações de GLO até 2035

Analistas do ministério do Planejamento e do Exército entendem que deve crescer até 2035 o número de operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Brasil. Isso deve ocorrer devido ao crescimento do crime organizado e também diante do acirramento das divergências políticas e sociais no país.

A avaliação foi divulgada em um seminário em Brasília, “Planejando o Exército do Futuro”. O evento contou com palestras sobre o planejamento estratégico e metas para a força terrestre.

Um dos assuntos tratados no seminário, em uma palestra apresentada pelo coronel Bento Paulos Cabral, foi a possível situação do Brasil no ano de 2035 em seu contexto social, político-institucional, econômico e territorial. O cenário foi elaborado por analistas de diversos setores ao longo de 17 oficinas de trabalho em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo em uma parceria conjunta do Instituto de Pesquisa Econômica Ampliada com 30 outras instituições nacionais.

Um ponto que chamou a atenção nesse cenário, elaborado a partir de um acompanhamento e discussões das tendências atuais no Brasil e no mundo, é o aumento da participação das Forças Armadas no combate ao crime organizado e no número de vezes em que estas poderão ser chamadas para realizar as GLOs (Operações de Garantia da Lei e da Ordem)- operações em que as Forças Armadas recebem temporariamente o poder de polícia para restabelecer a normalidade em cidades ou estados em crise.

O aumento dessa atuação se deve justamente a um eventual crescimento da polarização da sociedade brasileira – o aumento da desigualdade econômica e das tensões sociais, junto com um enfraquecimento gradual do setor industrial, seriam a causa para o aumento da violência e da necessidade de uma maior participação das Forças Armadas no reforço da segurança pública.

Outros pontos importantes estão relacionados o cenário externo. A previsão é de que haja maior tensão do Brasil com a comunidade internacional pela proteção de seus recursos naturais, que serão cada vez mais cobiçados por potências como os Estados Unidos ou a China. O crime organizado transnacional e o terrorismo permanecerão entre as problemas mais importantes a se buscar por soluções, e a participação brasileira em missões de paz da Organização das Nações Unidas tende a aumentar.

A elaboração de possíveis cenários do futuro do Brasil tem por objetivo possibilitar uma projeção baseada nas tendências atuais para que os tomadores de decisão possam antecipar os obstáculos mais prováveis para o futuro, e assim saber como melhor investir seus recursos em projetos de longo prazo, além de permitir focar em setores que tenham maior potencial de alavancagem econômica e social.

Por Lucas Neiva

Supervisão de Luiz Cláudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *