Felipe Massa se assusta com número de acidentes no Brasil e faz campanha

O piloto de automobilismo Felipe Massa manifestou espanto com o número de acidentes no Brasil e entrou em uma campanha com o atual presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para conscientizar sobre os índices de acidentes causados por uso de celular.

Entre os dados que impressionaram o piloto, em 2016, o número de mortes foi de 37.345 no Brasil no trânsito. Para se ter uma ideia, em 2000, foram 28.995. Entre as faixas etárias com mais vítimas, 11% delas tinham entre 5 e 14 anos de idade.

“Quando eu vi os números dos acidentes no Brasil e no mundo eu fiquei assustado”, disse Felipe Massa. Para isso, o planejamento se dividirá em duas etapas basicamente. Na primeira parte do processo, vão ser feitos levantamentos em departamentos de trânsito de nove estados do país e no Distrito Federal. Já na segunda, o chamado Denatran terá ações nos outros 16 estados do Brasil.

Leia mais notícias sobre o assunto

Leia mais notícias sobre a campanha

Uma parceria entre o Departamento Nacional de Trânsito e o Instituto Tellus pretende reduzir pela metade nos próximos 10 anos o índice de mortes no trânsito do país. A ação faz parte da campanha relativa à década de Segurança no Trânsito, que foi lançada em 2011, e deve terminar em 2021. Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que por ano, 1,2 milhão  de pessoas morrem em acidentes de trânsito no mundo, o que representa quase 12%  das mortes.

A ideia do levantamento é criar um diagnóstico inicial até o fim desta semana, identificando os principais problemas das vias e rodovias do Brasil, e também quais as principais causas de acidentes nesses locais.

Por Ricardo Ribeiro (texto e fotos)

Supervisão de Luiz Claudio Ferreira

Post Author: Agencia de Noticias Uniceub

Professores e estudantes do curso de jornalismo construindo um projeto de extensão para promover práticas e repensar rotinas de produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *